A mágoa do homem

Gerard Butler é um dos atores da nova geração que eu admiro bastante. Ele é muito versátil, podendo interpretar desde um general grego lutando contra o império persa, até um especialista em relacionamentos, numa comédia romântica. E, poucos filmes sobre relacionamento são melhores que A Verdade Nua e Crua. Mike Chadway, personagem de Butler é um apresentador de um programa de TV, que tem uns métodos polêmicos para ensinar os homens a conquistar mulheres, ou melhorar o relacionamento de um casal.

A personagem de Katherine Heigl, Abby, é a produtora do programa, uma garota romântica que vive tendo problemas em seus relacionamentos. Ela desafia Mike a ajuda-la a conquistar o novo vizinho, como numa aposta.

Não quero fazer uma crítica do filme, até porque faz tempo que o assisti (talvez assista de novo, e faça-a), mas, o que me chamou a atenção, e me inspirou a escrever este post, é o motivo de Mike ser quem é. Durante o filme, ele comenta que teve uma grande desilusão amorosa, e acabou se tornando quem é para não se machucar novamente. Ele se tornou um homem magoado.

Se fossemos tratar dos diversos tipos de homens, desconsiderando aquelas listas prontas de revistas femininas, que parece que são apanhadas através do Ctrl C Ctrl V na internet, o homem magoado, que eu não vi em nenhuma delas ainda, seria um dele.

Todo homem que se preza já teve uma grande desilusão amorosa na vida. Pode ter sido um namoro de infância que não terminou bem, um relacionamento de vários anos que caiu na mesmice, ou qualquer outro tipo de relacionamento, seja real, platônico, virtual, todo homem já saiu machucado de pelo menos um.

Alguns homens, a longo prazo, sabem se curar. Outros, demoram menos tempo, já conseguindo partir para outra. Cada dor é diferente, de diferente intensidade. E, há aqueles que saíram traumatizados, que é mais que machucados. Passam a ter medo do compromisso, da entrega, e de tudo que vem agregado em um relacionamento.

Acredite, até o Sawyer já foi magoado por uma mulher

Normalmente, os homens traumatizados não se fixam numa pessoa, nem se importam exatamente com ela, com medo de se envolverem, e se machucarem novamente. Não querem compromisso, pois isso é envolvimento. Passam, então, a se envolverem com o máximo de mulheres possível, mas sem apego, pois eles têm medo de ficarem sozinhos. Ele se demonstra um homem seguro, firme em suas posições, parecendo que sabe o que quer, mas sob toda aquela casca existe um cara mais inseguro que o normal.

Um homem magoado aprende a ter aquilo que ele quer, que é a presença feminina na sua vida, sem precisar ter um real apego por ela. Geralmente, o mais comum dos homens magoados é o cafajeste. Isso reforça uma teoria, que quanto mais sacana, e mais ele passa um senso de segurança, menos seguro ele é, e com um medo mais profunto.

Homens de balada, que em muitas noites acabam ficando com mais de uma mulher, levando alguma delas para cama, e fazendo isso apenas por uma vez, é mais carente que o que se diz carente. Este carente assumido colocou na cabeça que ele precisa de apenas uma mulher. O cafajeste, de nenhuma, mas precisa da presença delas.

Outro filme que exemplifica isso é O Príncipe das Mulheres, com Eddy Murphy. No filme, Eddy é Marcus, um publicitário que pode rejeitar uma mulher pelo simples fato dela ter pés feios. Até encontrar a mulher que faz ele repensar seu “estilo de vida”.

Talvez seja o que falte para um homem magoado. Ele precisa conhecer uma mulher que demonstre que, com ela, ele não vai se machucar novamente.

About these ads
Etiquetado , , , , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: